Blog do Rodrigo Mattos

TVs se preparam para disputa por Champions e Libertadores no 2º semestre

rodrigomattos

As emissoras de televisão já se preparam para uma possível coincidência de disputas de direitos de televisão por Libertadores e a Liga dos Campeões no segundo semestre deste ano. A concorrência da competição da europeia já é certa, enquanto a da sul-americana deveria ocorrer na mesma época, embora a Conmebol não a tenha confirmado.

A Liga dos Campeões foi adquirida pelo Esporte Interativo em outubro de 2014 em concorrência com outras emissoras de TVs fechadas. O contrato é de três anos e irá até o meio do próximo ano (temporada 2018/2019). A nova concorrência está prevista para o segundo semestre deste ano, ainda sem data certa.

Entre os concorrentes, é certo a presença do próprio Esporte Interativo, além de provavelmente a ESPN e o Sportv. Não se sabe se a Fox Sports entrará nesta disputa.

O último contrato foi obtido com um pagamento superior a US$ 100 milhões por três anos. Houve uma concorrência de envelope fechado, o que se repetirá agora em 2017.

No caso da Libertadores, o cenário ainda é incerto. Mas a Conmebol já informou às emissoras que vai contratar uma empresa para montar uma concorrência para o contrato a partir de 2019. A expectativa é portanto que até o segundo semestre o modelo desse leilão esteja pronto e seja colocado em prática. Até porque as emissoras entendem que, depois disso, fica bem em cima do final do contrato.

A questão é que alguns executivos de televisões ainda se mostram descrentes sobre a intenção da Conmebol de executar a concorrência. A confederação sul-americana nunca executou uma disputa aberta, sempre vendendo os direitos de forma obscura. Por isso, foram constatados pagamentos de propina a dirigentes em contratos da entidade, em investigação feita pelo Departamento de Justiça dos EUA no ''caso Fifa''.

Membros da cúpula da Conmebol dizem que já foi decidido que a concorrência ocorrerá por país, sem necessariamente haver divisão por plataforma. A participação de emissoras na disputa vai depender do modelo e da confiabilidade que a confederação sul-americana der ao processo. É certo que a Fox Sports e provavelmente a Sportv vão participar. Esporte Interativo e ESPN vão depender da concorrência.