Blog do Rodrigo Mattos

Em 2013, Brasileiro tem brigas de torcidas de 17 dos 20 times

rodrigomattos


( Para seguir o blog no Twitter: @_rodrigomattos)

O Brasileiro-2013 viveu, mais uma vez, um fim de semana violento com brigas dentro de estádios e fora deles com os casos registrados nos clássicos em São Paulo e em Minas Gerais. Não é uma exceção, apenas mais episódios na rotina do futebol nacional neste ano. Um levantamento do blog mostra que 17 das 20 torcidas dos times da Série A se envolveram em alguma espécie de confusão durante, antes ou depois de jogos do campeonato.

Os conflitos dentro de estádios se acentuaram neste Nacional, após um período em que os casos de violência se concentravam longe deles. Da primeira divisão, considerados problemas dentro e fora das arenas, o blog só não encontrou registros de violência nas partidas de torcedores da Portuguesa, da Ponte Preta e do Criciúma.

Mas, em 2013, a torcida campineira brigou com a polícia no Paulista, na semifinal com o Corinthians. E os catarinenses entraram em conflito em jogo da Copa do Brasil, diante do Atlético-PR, também neste ano.

Até agora, a Justiça Desportiva puniu alguns times com perda de mandos de campo. Mas torcedores violentos têm continuado a frequentar os estádios sem que autoridades consigam evitar problemas.

Em seguida, o blog lista o número de incidentes levantados neste ano. Não estão incluídas várias outras confusões entre elas as que envolveram torcedores do Palmeiras, que está na Série B, e outras fora dos dias de jogos. Neste final de semana, também houve quebradeira no Castelão em partida do Fortaleza, pela Série C.

– São Paulo x Corinthians (13/10/2013) – Torcida organizada do São Paulo entrou em confronto com a polícia nas arquibancadas do Morumbi em cenas de pancadaria com sangue. Após o jogo, ônibus de são-paulinos foi depredado por corintianos.

– Atlético-MG x Cruzeiro (13/10/2013) – Cerca de 30 torcedores foram presos antes do jogo por confrontos entre torcedores dos dois times longe do estádio. Na Arena Independência, cruzeirenses brigaram entre si e foram acusados de jogar bombas em atleticanos.

– Coritiba x Atlético-PR (6/10/2013) – Atleticanos brigaram entre eles, em confronto das organizadas Fanáticos e Ultras, o que também gerou cenas de sangue e prisões.

– Botafogo x Flamengo (26/09/2013) – No subúrbio carioca, uma briga envolveu 200 torcedores dos dois times após o clássico realizado no Maracanã.

– Goiás x São Paulo (22/09/2013) – A polícia decidiu aumentar o espaço dos torcedores são-paulinos, o que gerou um conflito com fãs do Goiás. A confusão teve bombas de efeito moral e pedidos dos jogadores Rogério Ceni e Walter para que os presentes se acalmassem.

– Bahia x Criciúma (18/09/2013) – Integrantes das organizadas Bamor e Terror Tricolor trocaram agressões na arquibancada por causa da colocação de faixas na Fonte Nova. Ambas foram punidas com um jogo fora do estádio.

– Internacional x Criciúma (15/09/2013) – Confusão dentro da torcida do Interncional gerou um detido pela polícia.

– Fluminense x Santos (31/08/2013) – Tricolores se desentenderam dentro da própria torcida porque alguns queriam apoiar o time apesar do mau desempenho e outros vaiavam. A polícia teve que intervir para evitar uma briga.

– Vasco x Corinthians (25/08/2013) – Corintianos e vascaínos se envolveram em briga generalizada no Estádio Mané Garrincha, que não forneceu divisões eficientes para as torcidas. O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) puniu os times com perdas de mando de campo.

– São Paulo x Flamengo (18/8/2013) – Torcedores são-paulinos quebraram a mandíbula de um rubro-negro em jogo no Mané Garrincha.

– Grêmio x Fluminense (28/07/2013) – Após punição a um torcedor, gremistas protagonizaram confusão com a polícia que incluiu gás de pimenta.

– Santos x Coritiba (21/07/2013) – Na saída do jogo, torcidas organizadas dos dois times se envolveram em confronto com paus e pedras nos arredores da Vila Belmiro. A polícia interveio para evitar que a confusão se alastrasse.

– Náutico x Vitória (29/05/2013) – Em Recife, longe do estádio, torcedores dos dois times entraram em confronto antes do jogo nos Aflitos.