PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Rodrigo Mattos

Após vender Neymar, Santos tem maior dívida entre grandes de SP

rodrigomattos

01/05/2014 06h00

A negociação de um dos maiores jogadores de sua história não foi o suficiente para melhorar as finanças do Santos. Pelo contrário, no ano em que vendeu os direitos de Neymar para o Barcelona, o clube tornou-se o maior devedor entre os grandes times paulistas e vive uma situação financeira crítica. É o que mostra uma análise dos balanços de 2013 das equipes do Estado.

O blog analisou os dados financeiros de Santos, Corinthians, Palmeiras e São Paulo com os mesmos critérios. Levou em conta o total do passivo, de curto e longo prazo, excluindo as "receitas a realizar" (que se refere a futuros recebimentos), para determinar o débito total.

O Santos acumulou uma dívida de R$ 332,1 milhões, com um aumento de cerca de R$ 70 milhões em relação ao ano passado. Superou todos os rivais São Paulo (R$ 312 milhões), Corinthians (R$ 309,6 milhões) e Palmeiras (R$ 281,6 milhões).

Detalhe é que o clube santista tinha o menor débito ao final de 2012. Quem era dono do maior passivo era o São Paulo. Mas enquanto os são-paulinos reduziram sua dívida com a venda de Lucas, os santistas aumentaram a sua após a negociação de Neymar.

Pelo registro do balanço do time do litoral, o craque da seleção brasileira rendeu R$ 26 milhões. Não foi o único ganho do Santos com transferência de jogadores: acumulou um total de R$ 62 milhões com faturamento com atletas. Só que houve vários gastos com outras contratações e vários empréstimos em valores altos contraídos.

Tanto que o total devido em empréstimos teve um salto de R$ 46 milhões. Como garantias, foram dados percentuais da negociação de jogadores como Arouca e rendas de televisão, comprometidas até 2015. "O exercício de 2013 não se mostrou favorável ao caixa do Clube", descreveu um trecho das notas explicativas do balanço.

Diante desse quadro, o patrimônio líquido do clube ficou negativo em R$ 144 milhões. Entre os quatro rivais, só o Palmeiras chegou perto com R$ 100 milhões negativos. Com isso, o Santos fica em sérias dificuldades para pagar seus compromissos neste ano, segundo a avaliação da auditoria Ernest & Young, que analisa as contas do clube.

"Como consequência, há necessidade de captação ou aporte de relevantes recursos no curto prazo para possibilitar a manutenção de suas atividades. As ações que estão sendo desenvolvidas pela Administração para o reestabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro e da posição patrimonial do Clube, bem como da necessária geração de caixa para funcionamento das respectivas atividades, estão descritas na Nota Explicativa nº 1."

O blog procurou o presidente do Santos, Odílio Rodrigues, e a assessoria do clube para falar sobre as contas. Nenhum dos dois deu retorno.

( Para seguir o blog no Twitter: @_rodrigomattos_)

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Rodrigo Mattos