Blog do Rodrigo Mattos

Fifa isenta Neymar por sunga exposta, mas chama a atenção da CBF

rodrigomattos

A investigação da Fifa sobre a sunga exposta por Neymar no jogo com Camarões isentou o jogador de culpa por descumprir as normas de marketing da entidade. Classificou como acidente. Mas a entidade relembrou a CBF sobre as regras de exposição de marcas, claramente para que o episódio não se repita.

Na partida no final da primeira fase, o jogador abaixou o calção e exibiu uma sunga com desenhos da bandeira brasileira, tanto no vestiário e dentro do campo. Era de uma marca que não é a mesma patrocinadora da seleção. Por isso, a federação internacional decidiu apurar o caso para saber se era marketing de emboscada.

''Com relação ao incidente com o Neymar, acreditamos que a exposição foi acidental e relembramos a CBF sobre o comentado acima (regras de marketing da Copa)'', afirmou a Fifa, em comunicado ao blog.

A entidade explicou que reforça com cada seleção as obrigações de respeitar a ''integridade comercial da Copa do Mundo da Fifa''. Em seguida, o departamento de comunicação da federação internacional informou que confia que associações e seus jogadores colaborem e obedeçam as regras de marketing da entidade.

A Fifa não divulga o regulamento desta área de publicidade. Mas, pelas regras da Copa-2014, jogadores são proibidos de exibir marcas, slogans e mensagens políticas no campo.