PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Mattos

Argentinos quebram mais cadeiras do Itaquerão e jogam restos no campo

rodrigomattos

10/07/2014 01h30

A festa argentina pela classificação à final da Copa teve, de novo, quebradeira de cadeiras no Itaquerão. Desta vez, eles até arremessaram os restos dos assentos no gramado para atingir quem estava por lá, segundo relatos de seguranças do COL (Comitê Organizador Local) da Copa-2014. Os torcedores foram retirados por policiais do local, e não houve confronto.

Não é a primeira vez que argentinos protagonizam cenas de vandalismo na arena corintiana. Foram danificados 282 assentos na partida contra a Suíça. Ressalte-se que foram estimados 20 mil torcedores do país vizinho no estádio, o que significa que a maioria se comportou bem.

O blog foi na arquibancada inferior sul do estádio após o jogo contra a Holanda, onde se concentrou boa parte da torcida celeste. Contou cerca de 40 assentos destruídos. Havia pelo menos cinco deles no gramado, onde foram arremessados pelos torcedores, segundo os seguranças. Um deles feriu-se com pouca gravidade, com um corte.

O relato dos seguranças é que a quebradeira foi feita, novamente, com pulos em cima dos assentos, e em certos momentos, de propósito, para poder jogar os restos no campo. O Batalhão de Choque foi chamado e retirou os torcedores, sem que houvesse um confronto, relataram os seguranças. A reportagem tentou contato com a polícia, mas não houve resposta para confirmar a informação.

Seguranças ainda contaram que houve vandalismo em outros setores do estádio, mas o blog não pôde verificar porque a maioria deles já estava fechada após o jogo.

A Fifa já afirmou que pagará por todos os danos a cadeiras do Itaquerão durante a Copa. A cada jogo o Corinthians faz um relatório novo para apontar o que foi destruído.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.