Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Neymar pai recebeu dinheiro do Barça seis dias antes da final com Santos

rodrigomattos

09/10/2014 06h00

Empresa dos pais de Neymar, a N & N Consultoria Esportiva Empresarial Ltda recebeu € 10 milhões do Barcelona apenas seis dias antes de o jogador da seleção disputar a final do Mundial, entre o time europeu (seu futuro destino) e o Santos (então seu clube) em 2011. A informação consta em documento da empresa mandado à Receita Federal obtido pelo blog. No total, a firma ficou com R$ 113,9 milhões no total só pela transferência.

Nesta quarta-feira, a reportagem mostrou que Neymar pai iniciara a operação de negociação à Europa antes de autorização da diretoria santista. Sua empresa faturou dinheiro indiretamente com direitos federativos da transferência e o jogador tinha pré-contrato com os europeus desde 2011, o que era negado pelo empresário.

Pelo acordo firmado em 15 de novembro daquele ano, à revelia do Santos, seriam pagos € 40 milhões para a N & N pelo Barcelona. Desse total, € 10 milhões seriam transferidos até 15 de dezembro daquele ano a título de empréstimo.

Em resposta à Receita, a N & N informa que bancos lhe avisaram que em 12 de dezembro o dinheiro enviado pelo time europeu estava disponível em sua conta. Nesta data, Neymar já estava no Japão com o Santos para a disputa do Mundial. Seis dias depois, enfrentou o Barcelona em jogo em que a equipe brasileira tomou de quatro gols. Veja o documento que confirma o pagamento pouco antes da final:

Documento mostra que a N & N (Fiscalizada) acusou o recebimento de € 10 milhões em sua conta em 12/12/2011. O dinheiro estava disponível na conta da empresa, mas o câmbio só foi feito em fevereiro de 2012.

Documento mostra que a N & N (Fiscalizada) acusou o recebimento de € 10 milhões em sua conta em 12/12/2011. O dinheiro estava disponível na conta da empresa, mas o câmbio só foi feito em fevereiro de 2012.

Como explicado à Receita, a N & N só decidiu fazer o câmbio do valor do empréstimo em fevereiro de 2012, e o dinheiro foi convertido em R$ 22,4 milhões. Mais adiante, contou que isso ocorreu por valores de câmbio e por questões burocráticas. Mas o dinheiro já estava disponível pouco antes da final.

O presidente do Santos na época, Luis Alvaro de Oliveira Filho, não vê provas de mau comportamento de Neymar, mas enxergou que pode ter havido um abalo psicológico no jogador por conta do dinheiro do time europeu.

"Não posso falar de provas. O futebol leva em conta vários fatores, como flexibilidade, físico, mas a parte psicológica é tão importante quanto isso. Pergunto a você jornalista: se estivesse nesta posição, como ficaria sua cabeça? Seu novo patrão está do outro lado", afirmou Laor, dizendo que Neymar se tornou "quinta coluna" e reforçando que o acordo deve ter afetado a parte psicológica.

Em nota oficial, o Santos foi mais cauteloso e afirmou que a imagem de Neymar como ídolo não seria afetada apesar da disputa judicial, e de reconhecer que iria atrás de seus direitos.

O dinheiro inicial do Barcelona foi dado para os pais de Neymar, incluindo a mãe Nadine, como empréstimo da N & N. Ambos são sócios da firma. A quantia tinha que ser devolvida até setembro de 2014, o que não ocorreu porque a negociação entre o clube e o jogador se concretizou em 2013.

Fechado o negócio, a N & N recebeu mais € 25 milhões, correspondentes a R$ 75,3 milhões, em outubro de 2013, para completar o total acordado pela venda futura dos direitos federativos de Neymar em 2014. Faltavam € 5 milhões que foram pagos em fevereiro do ano atual, com a conversão de R$ 16,2 milhões. Explica-se: o Barcelona alegou ter ficado sem dinheiro no ano passado por ter de pagar € 17 milhões ao Santos.

Informações prestadas pela N & N à Receita mostram que outros € 25 milhões foram recebidos em outubro de 2013 do Barcelona, como parte da transferência de Neymar

Informações prestadas pela N & N à Receita mostram que outros € 25 milhões foram recebidos em outubro de 2013 do Barcelona, como parte da transferência de Neymar

Feita a soma de todos os pagamentos, a empresa do Neymar pai ficou com um total de R$ 113,9 milhões pela transferência do jogador para o Barcelona.

O blog questionou a N & N e Neymar pai sobre os pagamentos feitos poucos dias antes da final do Mundial, mas não houve resposta a questões específicas:

"A empresa N&N e seus sócios não estão autorizadas por contrato a revelar informações confidenciais relativas ao negócios jurídicos realizados com o FC Barcelona e com o Santos Futebol Clube, por convenção contratual com dois Clubes.

A empresa N&N e seus sócios já prestaram as informações necessárias às Autoridades Públicas competentes, sempre, frise-se, que formalmente demandadas."

Procurado por meio de representantes, o Barcelona também não quis se pronunciar sobre o assunto.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Mais Blog do Rodrigo Mattos