Blog do Rodrigo Mattos

Explicações de Del Nero são insuficientes para afastar suspeita sobre CBF

rodrigomattos

Após sair às pressas da Suíça, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, afirmou que precisava dar explicações para sociedade brasileira em relação ao escândalo de corrupção dentro da entidade que levou à prisão de seu vice José Maria Marin. Mas, em sua entrevista, as respostas foram insuficientes para afastar suspeita de que há sistema de cobrança de propina dentro da confederação.

Ao falar sobre o caso, Del Nero tentou se dissociar de Marin: ''Eu não sabia: não tinha conhecimento em hipótese alguma dessa propina''; ''A função do vice é colaborar quando é chamado pelo presidente'' e ''Trabalho no futebol há 11 anos e nunca soube de nada''.

Del Nero não era apenas vice de Marin: era seu principal aliado, presente em todos os atos de sua gestão, seja na Suíça, seja na CBF. Por inúmeras vezes, deu entrevistas sobre decisões importantes relacionadas à seleção ou a medidas administrativas com autoridade de quem manda.

Mais do que isso, o documento do Departamento de Justiça dos EUA mostra um ''conspirador'' anônimo que acumula altos cargos na confederação, na Conmebol e na Fifa. Nenhum outro dirigente atende esses requisitos além de Del Nero. E esse dirigente, segundo o relatório norte-americano, dividiu parte da propina recebida por Marin relacionado à Copa do Brasil juntamente com Ricardo Teixeira.

Questionado, o presidente da CBF disse: ''Eu não sou, porque não recebi nada e nem receberia. Eu não sei quem é o (Conspirador) 12. Precisa perguntar para o investigador.''

É muito pouco como satisfação para a sociedade. Há um alto funcionário da CBF que recebia suborno juntamente com Marin e ninguém explica quem é? Ou seja, quem garante que não é Del Nero? Não dá para continuar como presidente com essa suspeita sobre sua cabeça como se nada tivesse acontecido.

Dentro da recepção da CBF, ainda consta o nome de José Maria Marin, que não foi retirado como aconteceu do lado de fora. Seu fantasma ainda vai atormentar Del Nero por muito mais tempo, assim como a continuidade das investigações do FBI.