PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Com concorrência, Globo acena alterar divisão de cotas, mas tem obstáculos

rodrigomattos

01/02/2016 05h00

Pressionada pela proposta superior feita pelo Esporte Interativo, a Globo acenou para certos clubes com uma mudança no conceito da divisão de cotas de tv do Brasileiro para renovar a partir de 2019. A promessa seria buscar um fórmula mais igualitária, assim como a concorrente. O problema é que contratos da emissora carioca são empecilho para essa alteração que revolucionaria o quadro.

O Esporte Interativo atraiu sete grande clubes para a mesa com uma proposta que diz ser nove vezes maior do que a da Globo _ R$ 550 milhões contra R$ 60 milhões. Além disso, permitiu que os times decidissem a fórmula de divisão do dinheiro, e a adotada foi a da Premier League, 50% igual, 25%, critério técnico, 25%, audiência. Assim, atraiu descontentes.

Para recuperar a confiança desses clubes, a Globo passou a acenar para alguns clubes com uma alteração na divisão de cotas sem grandes vantagem para Corinthians e Flamengo. Um das propostas seria 40% de divisão igual, 30% de premiação, e 30% de audiência.

O blog confirmou que pelo menos dois clubes, São Paulo e Grêmio, receberam ofertas da Globo com modelos após a concorrência do Esporte Interativo. Em ambos, as cotas se alterariam em relação à proposta anterior. Mas não foi possível saber como ficariam os percentuais.

O problema é a incerteza se a Globo poderá cumprir essa promessa. Os contratos do Brasileiro são individuais. O Corinthians tem uma garantia da Globo de que terá um ganho maior juntamente com o Flamengo. O clube rubro-negro tende a fechar com a emissora carioca, e poderia pensar na melhor proposta do Esporte Interativo se perdesse a vantagem.

Além disso, a maior parte do dinheiro oferecido pela Globo é relacionado à TV Aberta, e não a fechada. Por isso que a emissora carioca sempre viu justificativa para Corinthians e Flamengo levarem mais dinheiro: porque tem mais jogos na grade e dão melhor audiência.

No momento, sete clubes estão mais próximos do EI, Santos, Fluminense, Grêmio, Internacional, Bahia, Coritiba e Atlético-PR. Negociam em bloco. Mas isso não significa que vão fechar. Flamengo e São Paulo conversam com ambos, mas estão mais próximo da Globo.

LEIA MAIS:

São Paulo comemora ter 'dobrado' Globo e fica perto de renovar contrato
Pelo Brasileiro, EI oferece em contrato falar naming rights do estádio
Globo agora ganha rivais também na disputa pelos direitos da Copa do Brasil
Turner diz a clubes que paga cerca de 9 vezes mais que Globo por TV fechada
Rival da Globo garante compra de jogos também para TV aberta, dizem clubes
Globo fecha com 7 clubes, e pay-per-view 'ameaça' castigar quem não assinar

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Blog do Rodrigo Mattos