PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Esporte Interativo oferece à CBF seis vezes valor atual por Copa do Brasil

rodrigomattos

25/03/2016 06h00

O Esporte Interativo formalizou proposta à CBF pelos direitos de transmissão de TV Fechada da  Copa do Brasil a partir de 2018. Sua oferta é de R$ 180 milhões, seis vezes o que a Globo paga atualmente pela competição. O blog não conseguiu confirmar se a emissora carioca já fez oferta.

A proposta é mais um passo agressivo do canal da Turner para tentar ganhar espaço no mercado nacional. O Esporte Interativo entrou forte na disputa dos direitos de TV Fechada do Brasileiro a partir de 2019 e conseguiu fechar com 15 clubes, sendo sete da Série A.

Foi o suficiente para incomodar a Globo e ter um pacote de jogos no futuro para transmitir o Nacional. Mas a emissora carioca conseguiu atrair a maior parte dos grandes clubes nacionais, como Corinthians, São Paulo, Grêmio, Atlético-MG, Cruzeiro, Fluminense, Vasco. O Esporte Interativo ficou com Santos, Internacional, Coritiba e Atlético-PR, entre outros.

No caso da Copa do Brasil, a negociação do Esporte Interativo é apenas com a CBF, sem participação dos clubes. A confederação apenas distribui cotas por participação dos times no campeonato. Os valores não são altos até se chegar às fases finais da competição.

A ideia do Esporte Interativo é sinalizar que, com seis vezes mais dinheiro para a TV Fechada, a CBF teria mais recursos para distribuir para os clubes. Sua proposta é de um contrato longo, embora não tenha sido possível obter a informação de qual o período desejado.

Lembre-se: foi na negociação de direitos de marketing da Copa do Brasil que o FBI encontrou provas de pagamento de propinas para os ex-presidentes da CBF José Maria Marin, Ricardo Teixeira e para o atual comandante afastado Marco Polo Del Nero.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Blog do Rodrigo Mattos