Blog do Rodrigo Mattos

Palmeiras fez um quarto dos gastos com contratações do exterior em 2017

rodrigomattos

Com José Edgar de Matos e Vinicius Castro

O Palmeiras é responsável por 24,6% dos gastos com contratações de jogadores do exterior em 2017. Somado ao número do Flamengo, os dois clubes representam mais de um terço dos investimentos do país em atletas de fora. É o que possível constatar após a divulgação da relação de transferências de times brasileiros nesta temporada, feita pela CBF durante a semana.

O relatório da confederação mostrou que os clubes nacionais gastaram R$ 348,7 milhões com atletas vindos do exterior até 31 de julho de 2017. Houve um crescimento de 84,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, ou um total de R$ 160 milhões extras.

Dentro desse cenário de forte de investimento, o Palmeiras se destaca pelo volume e tamanho das contratações. Para isso, contou com sua receita próxima de R$ 500 milhões por ano e aportes da patrocinadora Crefisa.

Com isso, gastou R$ 85,6 milhões considerados apenas os atletas de fora do Brasil. A lista inclui Borja, Deyverson, Bruno Henrique, Guerra e Dudu (metade dos direitos foi adquirido no início do ano). Felipe Mello chegou da Turquia, mas não houve pagamento de multa e luvas não contam neste valor.

Em seguida, está o Flamengo com um total de R$ 38,5 milhões em contratações do exterior, o que significa em torno de 11% do total investido pelos clubes brasileiros. Sua relação tem atletas como Diego Alves, Rodholfo, Everton Ribeiro e Berrío. Outros como Geuvânio e Trauco chegaram sem pagamento de rescisão.

Juntos, os dois times, que são os de maior receita no país, investiram R$ 124,1 milhões. Isso representa 35,6% do total do investimento dos times nacionais em jogadores de fora.