Topo

Histórico

Categorias

Plano do Fla é renovar com Guerrero sem aumento de salário

rodrigomattos

01/11/2017 04h00

Com Vinicius Castro

Desfalque no Fla-Flu da Copa Sul-Americana, o centroavante Paolo Guerrero tem ficado de fora de outros compromissos importantes do time, como primeira partida da final da Copa do Brasil e jogos do Brasileiro. Mas a diretoria rubro-negra entende, hoje, que o jogador vale a pena e quer renovar com ele. Mas descarta qualquer aumento salarial em relação ao valor atual.

O contrato de Guerrero, que chegou ao clube em 2015, vai até agosto de 2018, data marcada por conta do antigo calendário da Libertadores. Ele recebe R$ 900 mil incluídas as luvas acertadas no contrato. De salário, são pouco mais de R$ 600 mil.

Como mostrado pelo UOL Esporte, o Flamengo iniciou as conversas sobre a renovação de contrato com Guererro, mas as congelou em seguida para esperar  final da temporada. A ideia é não atrapalhar os jogos derradeiros do ano.

Mas a diretoria deixou claro seu interesse na permanência. E sabe que não pode demorar muito porque, a partir de fevereiro, ele pode assinar um pré-contrato com outro clube.

O que está descartado é um incremento nos salários do Guerrero para estender o vínculo, como chegou a noticiar a imprensa peruana. A ideia é que o máximo a ser proposto ao atacante será o salário atual, não passando desse teto.

Partindo dessa premissa, ainda é cedo para determinar quais serão as bases da negociação, e se vai interessar ao peruano. Até porque o próprio departamento de futebol estará submetido à avaliação da cúpula do clube no final do ano. O presidente Eduardo Bandeira de Mello tem dado estabilidade à gestão do time. Mas um final de temporada ruim pode gerar pressão por mudanças.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Blog do Rodrigo Mattos