Blog do Rodrigo Mattos

Presidente do Santos sobre afastamento de L. Lima: “Está resolvendo a vida”

UOL Esporte

O presidente do Santos, Modesto Roma Jr, afirmou que o meia Lucas Lima foi afastado do time para ''para resolver sua vida'' e para o Santos se concentrar no final do Brasileiro. Mas informou ainda não ter recebido uma negativa do jogador sobre a proposta santista de renovação. O meia, no entanto, está próximo de um acerto com o Palmeiras.

''Ele precisa de tranquilidade para resolver a vida dele'', explicou o dirigente, que disse não ter recebido resposta à proposta do Santos para renovação do contrato. ''Nem estou focado nisso''.

Caso a transferência de Lucas Lima se confirme, Modesto não vê como uma ruptura do jogador se deixar o Santos e for para o rival Palmeiras. ''Lucas está em final de contrato. É normal (se sair).'' Seu contrato acaba no final de 2017.

O dirigente informou ainda já ter fechado um acordo com o fundo Doyen, que detinha parte dos direitos do jogador o que poderia gerar uma dívida para o Santos. Essa negociação engloba mais do que apenas a Lucas Lima, zerando todas as pendências do clube com o fundo. Modesto Roma não informou quanto terá de pagar ao Doyen.

Confirmada a saída, o dirigente, que luta pela reeleição, vai atrás de reposição. Conta para isso com um aumento de orçamento do futebol para 2018. Baseia-se em ter livrado receitas que estavam comprometidas em anos anteriores por dívidas. Além disso, afirma ter reduzido em 60% os encargos financeiros com a redução de débitos, o que aumenta a capacidade de investimento santista.

Em 2017, no entanto, o Santos deve fechar no azul graças à venda de Thiago Maia e ao percentual de Neymar recebido do PSG. No total, são cerca de R$ 70 milhões.

Em relação ao lateral Zeca, Modesto Roma afirmou que o assunto está no departamento jurídico. Mas reafirmou que, após vitória parcial na Justiça, entende que o jogador mantém vínculo com o Santos e portanto quem quiser contar com ele tem que negociar com o clube.