Blog do Rodrigo Mattos

Conmebol prevê rodízio de times na TV aberta na Libertadores-2019

rodrigomattos

O modelo traçado pela Conmebol para a Libertadores a partir de 2019 prevê um rodízio de times na TV aberta nos países, evitando que uma emissora só passe uma ou duas equipes. Essa regra deve entrar nos temos da concorrência de televisão da competição. A informação deixou a Globo contrariada por entender que o campeonato perde valor.

Historicamente, a emissora brasileira tem priorizado jogos de Flamengo e Corinthians na TV Aberta. Escolhe uma partida de um para o Rio e outra para São Paulo para obter maiores audiências. E isso se repete na Libertadores-2018.

Só que a diretoria da Conmebol prepara uma concorrência pelos direitos de televisão da Libertadores com regras que tiram das emissoras o poder de interferir na tabela. Assim, a confederação determinaria o cronograma de jogos e as televisões teriam de se adaptar. E só há previsão de um jogo por semana na TV aberta, e não dois como hoje em dia.

Mais: o modelo proposto prevê um rodízio de jogos de times. Se esta ideia for posta em prática, não serão mais marcados todos os jogos de Flamengo e Corinthians, por exemplo, para quarta-feira para serem transmitidos na aberta. Eles iriam variar nos dias disponíveis, terça, quarta e quinta, e nas mídias, aberta e fechada.

Isso não está previsto só no Brasil: o objetivo será replicar o mesmo modelo para a Argentina. Desta forma, a Conmebol não dá às TVs locais a garantia de que haverá sempre jogos de Boca Juniors e River Plate em seu pacote.

A intenção é dividir em três pacotes: 1) TV aberta com um jogo por quarta-feira 2) TV fechada com prioridade de escolha de jogos 3) Outra TV fechada com segunda prioridade 4) um pacote de apenas um jogo por semana em dia separado. Esse último pacote é inspirado na NFL, tipo Monday Night Football: seria um jogo isolado.

A Globo foi informada da intenção da Conmebol e ficou contrariada. A avaliação da emissora é que a mudança da confederação sul-americana vai afetar o valor do pacote de TV aberta para o Brasil. Ou seja, se  não puder escolher o jogo que quiser na Aberta, terá menos audiência e poderá pagar menos para a confederação sul-americana.

Esse modelo idealizado pela Conmebol tem aval da cúpula da entidade. Mas, claro, se não houve aceitação comercial pode sofrer modificações durante a concorrência conduzida pela entidade juntamente com a IMG e a Perform, que ganharam a licitação para serem as agências oficiais da Libertadores. A intenção é que as regras definitivas sejam conhecidas até fevereiro ou março. A Globo e outras emissoras serão concorrentes.

Há forte intenção da Conmebol de alterar o modelo de televisão da Libertadores, Tanto que, além de assumir a tabela, a confederação também prevê fazer todas as filmagens e transmissões, repassando para as televisões as imagens padronizadas. É outra questão que preocupa a Globo por conta de qualidade das imagens e porque assim os patrocinadores da confederação serão privilegiados, em detrimento dos da emissora. É provável que seja negociado um meio termo nesses itens.