Blog do Rodrigo Mattos

Agentes ganharam seis vezes o valor de Neymar nos últimos cinco anos

rodrigomattos

Relatório recente da Fifa mostra a enorme quantidade de dinheiro pago em comissões no mercado mundial, quase integralmente na Europa. Nos últimos cinco anos, os agentes de jogadores ou clubes receberam US$ 1,590 bilhão (R$ 5,109 bilhões) em torno de seis vezes o valor da negociação de Neymar que foi a maior da história do futebol.

Esses pagamentos a empresários são praticamente só na Europa que representa 96% das comissões. Para se ter ideia, nos países da Conmebol, foram apenas US$ 23 milhões em quatro anos.

Além de mostrar a força do mercado europeu, isso pode indicar que em boa parte das vezes as comissões no Brasil nem sempre são pagas oficialmente e declaradas à Fifa. As transações de jogadores que vão para o exterior são pagas, em geral, pelos clubes que compram os atletas.

Mas os times brasileiros investiram um total de R$ 266 milhões em jogadores vindos do exterior no ano passado, em dados da CBF de agosto. Ou seja, caso se repetisse o padrão mundial (7,7% de comissão pelo total), haveria um valor superior a R$ 20 milhões em comissões só na última temporada. O Brasil não está nem entre os dez países que mais pagam comissões.

Quem paga as maiores comissões no mundo do futebol é quem mais contrata: isso é a Inglaterra. Foram US$ 490 milhões nesses últimos quatro anos. O valor vem crescendo em todo o mercado mundial, proporcionalmente a maior execução de operações no mercado.