Blog do Rodrigo Mattos

Conmebol rejeita pedido da Chape de excluir Nacional por ato de torcedores

rodrigomattos

O tribunal da Conmebol rejeitou o pedido da Chapecoense de participar do processo em que o Nacional será julgado pelos atos ofensivos de seus torcedores. Assim, nem será analisada a requisição de exclusão do time uruguaio. Com isso, torna-se bastante improvável que o time catarinense reverta a sua eliminação da fase de pre-Libertadores.

No primeiro jogo desta fase, torcedores do Nacional fizeram gestos de avião caindo em alusão ao acidente que matou a maior parte da delegação da Chapecoense, em 2016. A Conmebol abriu um procedimento em seu tribunal enquadrando no artigo 14 que trata de atos contra a dignidade humana.

O time catarinense tentou entrar com uma recurso na corte para intervir como terceiro, logo depois de ser derrotada em campo na primeira partida. Mas a Conmebol respondeu que não há lugar para solicitação de intervenção de terceiros. Não houve justificativa. A decisão saiu na segunda-feira.

Agora, o Nacional será julgado após apresentar defesa. As penas previstas no Código Disciplinar da Conmebol vão de advertência até a exclusão da competição. Mas essa pena só é aplicada em casos gravíssimos.

Em campo, o time uruguaio venceu os jogos da ida e volta para se classificar à fase seguinte da pre-Libertadores.