PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Mattos

São Paulo prevê ganhar até R$ 130 mi por ano com Globo por Brasileiro

rodrigomattos

27/03/2018 04h00

A diretoria do São Paulo projeta uma renda de até R$ 130 milhões por ano com os contratos do Brasileiro-2019 com a Globo para a TV Aberta e Pay-Per-View. Os acordos válidos até 2024 foram aprovados pelo Conselho Deliberativo, restando agora serem redigidos.

Informado aos conselheiros, esse valor representa um ganho sobre o atual já que o clube arrecadou R$ 128 milhões em todos os seus direitos de TV em 2016, o que inclui outras competições. Ao mesmo tempo, a agremiação continuará a ganhar menos do que Flamengo e Corinthians por conta das condições contratuais do ppv.

No modelo mostrado aos conselheiros, a diretoria do São Paulo explicou que vai dividir um bolo total de R$ 600 milhões de TV Aberta com os outros times da Série A. Desse total, será distribuído em 40% de forma igual, 30% por exibição e 30% por premiação na temporada.

No caso do ppv, a distribuição será feita de acordo com o tamanho declarado da torcida entre os assinantes. Pela estimativa são-paulina, o clube ficaria com 7,5% do percentual total do projeto.

Por isso, a diretoria previu para conselheiros que vai ganhar entre R$ 103 milhões e R$ 130 milhões pelos contratos. Fora isso, lembrou que os acordos não incluem a publicidade estática e direitos internacionais do Brasileiro. O São Paulo prevê que pode ganhar mais um valor entre R$ 6 milhões e R$ 8 milhões por esses direitos.

A diferença para o Flamengo e Corinthians está justamente nas condições do ppv. A Globo deu para os dois uma garantia mínima percentual do ppv independente da pesquisa. Nesse caso, o Flamengo tem o percentual de 16% mínimo, e os corintianos um patamar levemente inferior. Isso significa que ambos devem ganhar praticamente o dobro do São Paulo do dinheiro de ppv. No total, o projeto gera um mínimo de R$ 700 milhões. a serem divididos pelos clubes.

Dirigentes são-paulinos sabem dessa garantia, mas não conseguiram obter o mesmo tipo de mecanismo. Em compensação, a agremiação obteve luvas de R$ 20 milhões a serem pagos pela Globo pela assinatura do contrato, somados aos R$ 60 milhões que já tinha ganho por fechar com o SporTV.

Em seu comunicado aos conselheiros, a diretoria do São Paulo ainda exaltou que não houve nenhuma complicação na negociação como ocorreu com times que fecharam com Esporte Interativo. Foi o caso do Santos que aceitou um fator redutor no montante que vai ganhar. E completou que acertar com a Globo até 2024 vai gerar previsibilidade das receitas por um período mais longo.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.