Blog do Rodrigo Mattos

Qatar tem patrocínio encaminhado para a Libertadores

rodrigomattos

A Conmebol está próxima de fechar um patrocínio do Qatar para a Libertadores, reforçando o caixa da competição. A parceria não será restrita à principal competição sul-americana, estendendo-se também à Copa América. O valor deve girar em torno de US$ 15 milhões e US$ 20 milhões.

Dirigentes da confederação sul-americana e da organização da próxima Copa estão próximos politicamente desde encontro neste ano na América do Sul. Houve conversas políticas que levaram à confirmação do Qatar como participante da próxima Copa América-2019, no Brasil. Além disso, a Conmebol tem apoiado demandas do país do Oriente Médio na Fifa.

Neste contexto, houve negociações sobre um patrocínio para as competições sul-americanas. Por meio de suas fundações ou empresas, o Qatar investe em esporte. Uma companhia é dona do Paris Saint-Germain (Qatar Sports Investments), outra estampava a camisa do Barcelona e aparece agora na da Roma (Qatar Airways).

Todas essas empresas são ligadas ao próprio governo do país que é organizador do Mundial-2022. Neste contexto, o Qatar tem expandido sua presença e já se acertou em uma negociação de acordo com dirigentes da Conmebol. Falta, no entanto, acertar um contrato definitivo para fechar o acordo.

Entre as propriedades, estão o patrocínio da Libertadores e da Copa América. Não foi possível descobrir qual empresa do grupo qatariano, de fato, terá o nome associado às competições. No pacote, também estão direitos de transmissão da competição para o Oriente Médio para a Bein Sports, subsidiária da Al Jazeera, maior rede de televisão do Qatar e da região.