Blog do Rodrigo Mattos

Fla pega empréstimo para cobrir atrasos de clubes e parceiros

rodrigomattos

O Conselho de Administração do Flamengo aprovou um empréstimo em torno de R$ 12 milhões para cobrir o fluxo de caixa do mês de janeiro por conta do atraso de pagamentos de clubes e patrocinadores. A operação é de curto prazo por apenas três meses já que o rubro-negro tem recebimentos significativos no final de janeiro, inclusive uma parcela da venda de Paqueta. Não é portanto nada que afete a situação financeira do clube que é boa com dinheiro para contratações.

Houve uma série de pagamentos previstos para o Flamengo que não ocorreram no prazo. O Cruzeiro não pagou a parcela referente a Mancuello e a Udinese atrasou uma parte do que devia pela aquisição dos direitos de Felipe Vizeu. Além disso, a Carabao atrasou uma mensalidade de patrocínio. Para completar, houve certa burocracia para receber da Tim.

Com isso, a diretoria levou para o Conselho de Administração para aprovar um empréstimo que foi fechado com o Citibank pelo prazo de três meses. Ou seja, para ser quitado ainda neste primeiro semestre. O clube acabou o ano com nível baixo de endividamento bancário, com em torno de R$ 26 milhões.

A operação não afeta o dinheiro disponível para contratações que o Flamengo tem tentado no mercado como Dedé e Arrascaeta. Há um limite disponível de R$ 100 milhões no total, sendo que, para isso, é necessária a venda de R$ 70 milhões. As ofertas que o clube rubro-negro fará serão dentro do orçamento, com pagamento parcelado como já foi feito com Vitinho.

As duas tentativas de contratar jogadores do Cruzeiro, aliás, explicam porque o Flamengo ainda não cobrou mais duro em relação ao pagamento de Mancuello. Há a intenção de incluir o débito dentro da negociação dos jogadores se o time mineiro mudar sua posição e aceitar conversa.