PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Eliminação da Libertadores deixa "buraco" de R$ 22 mi para São Paulo cobrir

rodrigomattos

14/02/2019 04h00

Foto: Daniel Vorley/AGIF

Com a eliminação precoce da Copa Libertadores, o São Paulo terá um buraco de R$ 21,8 milhões para cobrir nas metas previstas com arrecadação em premiações naa competições de 2019. Isso porque, no orçamento são-paulino, estava previsto um valor como se o clube chegasse às quartas-de-final da competição.

É comum que clubes façam sua previsão financeira de acordo com metas esportivas. No caso da Libertadores, há cotas pagas por etapas da competição, sendo as maiores a partir da fase de grupo.

Por bem, se atingisse sua meta de se classificar às quartas, o São Paulo levaria R$ 23,7 milhões em premiações. Como parou na segunda fase, na qual estreou, o clube ficou com apenas R$ 1,9 milhão. A diferença é de R$ 21,8 milhões, valor que o clube agora terá de obter em receitas extras com economia de custos.

Essa perda chega a este valor porque houve um aumento do dinheiro destinado aos clubes na Libertadores. Agora, a primeira e segunda fase pagam US$ 500 mil e US$ 550 mil. A partir da fase de grupos, cada partida em casa vale US$ 1 milhões em um total de US$ 3 milhões. Nas oitavas, o prêmio é de US$ 1,05 milhão e, nas quartas, US$ 1,2 milhão.

 

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Blog do Rodrigo Mattos