PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Rodrigo Mattos

CT do Ninho do Urubu tem setor interditado por parte elétrica

rodrigomattos

15/02/2019 04h00

Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Após a perícia de diversos órgãos, o CT do Ninho do Urubu, onde ocorreu o incêndio que matou dez jogadores menores de idade que defendiam o Flamengo, já teve interditados alguns setores que atenderiam atletas da divisão de base.

Esse fechamento de áreas do centro de treinamento ocorreu por ordem de auditores fiscais do trabalho que encontraram problemas nas instalações elétricas. Em reunião nesta sexta-feira, todas as autoridades públicas devem decidir pelo fechamento integral ou não do centro de treinamento.

A perícia ocorreu na última quarta-feira reunindo Ministério Público Estadual, corpo de bombeiros, auditores fiscais do trabalho, entre outros órgãos. Foi permitido que o centro de treinamento continuasse a funcionar até esta sexta-feira.

Mas os auditores do trabalho encontraram irregularidades na parte elétrica da cozinha e da escola que atenderia os jovens. Assim, pediu a interdição desses locais até que fossem feitas melhorias.

O Flamengo já está vetado de receber menores em suas dependências por decisão judicial nesta quarta-feira. Houve um pedido do Ministério Público Estadual de interdição completa do CT, mas a Justiça deferiu apenas em parte a requisição ao vetar menores nas dependências.

VEJA TAMBÉM

 

 

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Rodrigo Mattos