Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Cruzeiro gastará até R$ 300 mil para adiar cobrança de Arrascaeta

rodrigomattos

21/08/2019 12h00

O Cruzeiro tem adotado como estratégia recorrer até o final de processos de cobranças de dívidas na Fifa mesmo quando há poucas chances de reversão. Foi o caso da ação movida pelo Defensor para exigir o pagamento pela contratação por Arrascaeta que a entidade já entendeu como legítima. A questão é que a diretoria cruzeirense terá de gastar um valor de até R$ 300 mil só para adiar a conclusão do processo.

Arrascaeta foi contratado pelo Cruzeiro em 2015 e vendido ao Flamengo no início deste ano. Apesar disso, o clube cruzeirense não quitou parcelas devidas ao time uruguaio referentes à contratação de quatro anos atrás. O Comitê Disciplinar da Fifa condenou o time cruzeirense a pagar 1 milhão de euros (R$ 4,7 milhões) aos uruguaios agora em agosto de 2019.

O processo na Fifa, no entanto, permite que este se prolongue por um período longo com mais recursos. Mas isso implica em novos custos. O Cruzeiro, por exemplo, já foi multado no valor de 30 mil francos suíços (R$ 120 mil) por não pagar no prazo exigido.

Agora, o clube vai pedir o inteiro teor da decisão da federação internacional. Depois disso, já decidiu que vai recorrer ao CAS, o que suspende a execução do processo. Um recurso ao CAS envolve um gasto entre US$ 20 mil e US$ 45 mil (R$ 182 mil). Isso depende do número de juízes que participarão do caso, e os advogados do Defensor não aceitarão reduzir o número de julgadores. Ou seja, o caso deve ir para um custo extra de R$ 300 mil para o clube mineiro.

No entendimento interno do Cruzeiro, a estratégia vale a pena porque, para pagar agora, seria necessário tomar um empréstimo e os juros seriam maiores. Já os juros nos processos da Fifa são inferiores aos do sistema bancário brasileiro.

Isso se repete em outros processo de cobrança do Cruzeiro em que o clube opta por pagar mais advogados, e multas para postergar. E, na maioria dos casos, as possibilidades de reversão do caso são pequenas. Os advogadores do Defensor esperam que o caso se encerre em seis meses, e o Cruzeiro que se estenda até o final de 2020.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Mais Blog do Rodrigo Mattos