Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Recuperação de clubes do Nordeste impulsiona público recorde no Brasileiro

rodrigomattos

25/08/2019 04h00

O Brasileiro tem neste primeiro turno uma média de público recorde se comparadas a edições anteriores, como mostrou o colega Paulo Vinícius Coelho. Uma olhada detalhada nos clubes que têm levado mais gente aos estádios mostra a importância da recuperação de clubes tradicionais do Nordeste. Ceará, Fortaleza e Bahia têm dado contribuição relevante para o incremento de torcedores.

A lista dos clubes que mais levam pessoas ao estádio é mais uma vez encabeçada pelo Flamengo com seus impressionantes 47 mil pessoas de média. Repete o que fez no ano passado.

Os outros ocupantes do topo do ranking são as outras três maiores torcidas do país, Corinthians, São Paulo e Palmeiras. Os corintianos deram uma subida em sua média em relação ao ano passado. A estabilidade dos públicos altos desses times no Brasileiro, atrelados a seus sócios-torcedores, mostra que o torcedor abraçou essa rotina de ir ao estádio nos pontos corridos.

Em seguida, estão os três nordestinos com o Fortaleza em 5o, talvez fruto da volta à Série A neste ano. Mas Bahia e Ceará, que já tinham boas médias no ano passado, subiram porque seus torcedores parecem mais empolgados neste ano. A média dos três gira entre 24 mil e 30 mil, sendo que nenhum têm chance real de título.

Não por coincidência são clubes que passaram por recuperações em suas gestões. O Bahia fez a revolução mais radical ao instituir a democracia, respeito ao torcedor como cliente e responsabilidade nas contas. Talvez seja o clube mais avançado do Brasil se consideramos todos esses quesitos.

Ceará e Fortaleza estão longe de nadar em dinheiro, mas organizaram suas administrações. Dividem até a gestão do Castelão nas operações de jogos em uma demonstração de maturidade.

O crescimento de clubes-empresa como o Bragantino-Red Bull tem seu papel no Brasil ao trazer para cá investidores de fora e dinheiro novo para o futebol.

Mas agremiações tradicionais, fincadas na história do futebol brasileiro como esses três clubes nordestinos, terão muito a mais a acrescentar ao campeonato se organizados financeiramente. Pois permitem que uma região que tanto gosta do futebol possa estar inserida na Série A e nos grandes jogos.

 

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Mais Blog do Rodrigo Mattos