Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Não faz sentido Tite desfalcar times e não botar convocados para jogar

rodrigomattos

14/10/2019 04h00

Sem vencer há quatro jogos, a seleção certamente precisa de mexidas para melhorar seu rendimento. Neste cenário, o técnico Tite tem convocado jogadores que se destacam em times brasileiros em busca de novos nomes. Só que por enquanto só tem servido para desfalcar os clubes já que ele lhes dá poucos minutos em campo ou nenhum.

Nos amistosos diante de Senegal e Nigéria, Tite sequer botou em campo Santos, Rodrigo Caio, Weverton e Marcinho. Foram observados em poucos treinos e nos jantares nos restaurantes. Gabigol teve ao menos a chance de atuar por meia hora ao final do segundo jogo.

Enquanto isso, Flamengo e Athletico-PR jogavam na Arena da Baixada. O goleiro reserva do Furacão Léo errou a saída de bola no gol sofrido pelo time paranaense, que também estava desfalcado de Bruno Guimarães com a seleção olímpica. Já o Flamengo sentia a falta de seu artilheiro e seu melhor zagueiro. A qualidade do jogo foi afetada.

Antes disso, nos amistosos diante de Peru e Colômbia, Tite já levara e não usara Jorge, Weverton e Ivan. O lateral-esquerdo do Santos é uma peça-chave no esquema de Sampaoli e foi fazer turismo nos EUA em meio a uma rodada do Brasileiro, assim como os goleiros do Palmeiras e da Ponte Preta. Bruno Henrique entrou por 20min, 10min em cada jogo.

Durante os amistosos, Tite tem sido extremamente conservador e mantido quase sempre seu time base. Estão lá Neymar, Jesus e Firmino, testados à exaustão. A zaga com Thiago Silva e Marquinhos também é mais do que conhecida do técnico, assim como o volante Casemiro e o meia Coutinho. Qual o sentido técnico em deixá-los tanto tempo em campo? Certamente não é para testar um sistema revolucionário já que o trabalho de Tite está bem estagnado do ponto de vista tático no momento.

A convocação de jogadores de times brasileiros em datas de rodadas é um absurdo que tem como principal culpada a CBF responsável pelo calendário de jogos bizarro do Brasil. Tite é funcionário da confederação e não demonstrou muito bom senso ao chamar dois de Grêmio e Flamengo na última convocação, assim como seus colegas da Olímpica e da sub-17. Mas a situação fica ainda mais ridícula quando alguns jogadores chamados atravessam o mundo para o técnico só observa-los em hotéis luxuosos e campos de treinos.

 

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Rodrigo Mattos