Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Presidente gremista não vê injustiça se Conmebol 'tirar' vaga no Mundial

rodrigomattos

20/10/2019 04h00

Quando a Fifa anunciou o novo Mundial de Clubes em 2021, a diretoria da Conmebol indicou que daria vaga para os quatro campeões da Libertadores, de 2017 a 2020, que formam o ciclo de quatro anos da competição. Nesta quinta-feira, o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, mudou de posição e defendeu uma Supercopa para definir classificação, mais vagas só para os campeões de 2019 e 2020. O Grêmio e o River Plate seriam os principais prejudicados se essa proposta emplacar já que tem resistência da CBF e da Fifa.

Apesar disso, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, não se mostrou contrariado com a mudança de postura. Admitiu que havia uma expectativa no clube de que fosse confirmado um lugar na nova competição, mas entende que o clube não pode pensar só sobre sua ótica e ser egoísta. Se for confirmada a nova competição, promete ir buscar de novo a vaga. Veja abaixo o depoimento de Romildo para o blog:

"Vamos aguardar essas situações estarem mais definidas. Critérios são critérios, não podemos falar em justiça e injustiça a partir de visões pessoais. Claro que eu gostaria de estar atendido e contemplado. Para mim, enquanto Grêmio, seria excepcional. Mas veja bem, não entra ninguém, está tudo por se constituir. Tenho que levar em conta que tudo passa a ser constituição, e tenho que levar em conta que os clubes campeões vão ter oportunidade de buscar vaga. Então faz um sentido isso. Não posso contemplar só pela minha ótica, queria ser contemplado. "Acho injusto, acho justo?". Não posso achar injusto. Se o critério for esse, vou tentar buscar uma vaga lá na Supercopa como estão chamando. Não tenho esse sentimento de injustiçado não. Tinha uma expectativa, bem verdade. Não tenho um sentimento de injustiça a partir do critério. Não posso ser egoísta a esse ponto." 

Ainda não há uma definição sobre o critério visto que a CBF rejeita a criação da Supercopa por não haver datas disponíveis para clubes brasileiros jogarem. Já a Fifa tinha recomendado a Conmebol que incluísse os campeões da Libertadores dos últimos quatro anos. Como haverá reunião do Conselho da Fifa em Xangai, é provável que esse debate volte a ser realizado por lá.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Rodrigo Mattos