Topo

Histórico

Categorias

Reunião da Fifa sobre Mundial de clubes irrita Conmebol e exclui Flamengo

rodrigomattos

19/11/2019 12h00

A reunião do presidente da Fifa, Giani Infantino, com clubes europeus e argentinos para discutir o Mundial de Clubes de 2021 gerou irritação na Conmebol e na CBF. Isso porque a entidade realizou o encontro à revelia da confederação sul-americana que nem sequer foi avisada, assim como outras federações continentais. Outro excluído foi o Flamengo que é finalista da Libertadores-2019 e postulante à vaga no torneio, apesar de os argentinos Boca Juniors e River Plate terem participado.

O encontro ocorreu na Suíça. Ainda não ficou claro de quem foi a iniciativa se dos clubes ou da diretoria da Fifa. Fato é que o presidente do Real Madrid, Florentino Perez, terminou o encontro como "eleito" presidente de uma nova associação de clubes para discutir o Mundial-2021. Foi escolhido por pouco mais de dez clubes. 

Na lista dos participantes, estavam gigantes europeus e os dois argentinos, sendo o River Plate, finalista da Libertadores, e o Boca que não tem vaga na competição por enquanto. O blog apurou que o Flamengo não foi contatado ou convidado. Na avaliação interna rubro-negra, o encontro ocorreu de forma meio improvisada. 

O clube vinha acompanhando os movimentos sobre a vaga no Mundial de Clubes, então, ficou surpreso com a notícia da reunião sem sua participação. Ainda mais porque Infantino esteve no Brasil para o Mundial sub-17 recentemente e nada falou sobre o tema. Há uma promessa de incluir outros times na associação no futuro, mas de forma vaga.

A irritação mesmo foi do presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez. Ficou extremamente contrariado por sequer ter sido avisado do encontro, sendo que a confederação sul-americana tem pleito de aumentar suas vagas no torneio, além de discutir o critério de classificação. Dominguez é aliado político de Infantino. 

Diante do incômodo, o presidente da Fifa foi cobrado pelos cartolas sul-americanos. A membros da Conmebol, sua explicação foi que os clubes fariam o encontro sem ele e poderia formar uma associação para pressiona-lo. Neste cenário, era melhor tomar a dianteira e participar da discussão. Não convenceu a ninguém.

Agora, é provável um encontro da cúpula da Conmebol na sexta-feira, véspera da final da Libertadores, para discutir o tema. Há previsão de que todos os presidentes de federações nacionais estejam em Lima para o jogo entre River Plate e Flamengo. Ainda não se sabe qual será a reação dos cartolas sul-americanos. 

Outro discussão que ainda carece de uma definição é classificação para o Mundial tantas foram as idas e vindas da Conmebol. Primeiro, queria classificar quatro campeões da Libertadores, e dois da Sul-Americana. Depois, lançou a ideia de uma Supercopa para definir parte das vagas. A Fifa se mostrou resistente à proposta, e a confederação ainda não fechou questão sobre o tema.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Blog do Rodrigo Mattos