PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Sem fartura, Palmeiras reduz despesa e tenta vender atletas contra déficit

rodrigomattos

15/12/2019 04h00

Com Danilo Lavieri

Até 2018 o Palmeiras era o clube mais poderoso no mercado do futebol brasileiro, aquele que conseguia investir alto sem comprometer contas. Perdeu este posto para o Flamengo na atual temporada e viu sua situação financeira tornar-se mais apertada com déficit, isto é, gastando mais do que recebia. O clube agora passa por um processo de readequação em suas contas com cortes de custos e terá de vender atletas para tentar fechar no azul.

Ao se desfazer de seu técnico e seu diretor de futebol, o Palmeiras foi ao mercado atrás de substitutos. Para aqueles com quem negociou, informou havia um déficit no departamento de futebol e que não seria possível investimentos de alto patamar. Aqueles R$ 100 milhões pedidos por Jorge Sampaoli ao Santos, por exemplo, estão descartados.

Estaria o Palmeiras em crise financeira? O déficit até outubro foi de R$ 36 milhões, segundo o clube. Só a venda de atletas conseguirá evitar o vermelho neste ano. Não chega a ser uma novidade para o clube já que costumava negociar altos valores para depois reinventar, assim fazendo a roda girar. Só que este ano a única boa transferência foi Luan Candido.

A expectativa palmeirense é repetir a receita na casa de R$ 650 milhões do ano passado, mas as despesas do futebol eram crescentes na era Alexandre Mattos. E isso mudou. Para 2020, a utilização da base com mais força levará o clube a reduzir as despesas do futebol.

E há dinheiro para o Palmeiras investir em 2020? Sim, haverá uma previsão de dinheiro. Mas seu volume depende da venda de jogadores. Há ainda dúvidas sobre as dívidas do clube. O Palmeiras tinha pagamentos de jogadores a curto prazo para fazer, e empréstimos com a Crefisa a quitar em longo prazo. O clube diz que só revela os valores no balanço final do ano. Balancetes do clube, que antes eram publicados, não são mais postos no clube.

É certo que o Palmeiras desacelera em gastos na próxima temporada, depois de pisar fundo e acabar sem prêmios neste ano. Veja abaixo as explicações do clube para as perguntas do blog sobre suas finanças.

Blog: A informação do último balancete do Palmeiras até agosto de 2019 apontava um déficit de R$ 33 milhões. Qual o número mais recente de novembro ou outubro em relação a déficit, receita e despesa? Há previsão de fechar com déficit em 2020?
Assessoria Palmeiras: Os números de outubro apontam para um déficit parcial de R$ 36 milhões de reais, mas já com indicação de superávit para o mês de novembro e expectativa de reversão do resultado negativo ao fim do ano, em caso de entrada de receita extras, como por exemplo, venda de atletas.

Blog: A informação que apuramos é que serão necessárias vendas de jogadores pelo clube para fechar no azul. No final de 2018, o clube tinha vendido R$ 170 milhões em jogadores o que propiciou dinheiro para novos investimentos. Quanto que o clube precisaria vender para fechar sem déficit? E há dinheiro previsto para novas contratações sem que sejam feitas vendas?
Assessoria Palmeiras  Entendemos esse processo como natural, já que temos um elenco valioso e costumeiramente desejado por outros clubes. Para 2019, o clube optou por não se desfazer de seus atletas, visando resultado esportivo. O orçamento para 2020 está sendo definido com previsão de aportes para contratações de jogadores.

Blog: O Palmeiras teve queda de receita de bilheteria, de sócio-torcedor e não obteve receitas significativas de premiações na Libertadores e Copa do Brasil. O clube vai fechar com receita inferior a 2019 quando ficou om R$ 654 milhões de receita?
Assessoria Palmeiras: Há ainda a possiblidade de entrada de novas receitas para o mês de dezembro. Neste caso, a expectativa será de receita semelhante ao ano anterior.

Blog: O Palmeiras tem tido aumento no gasto de seu departamento de futebol a cada ano atingindo R$ 537 milhões em 2018. O clube pretende reduzir esse valor para 2020 ou manter?
Assessoria Palmeiras: O Palmeiras apostou em uma estratégia mais agressiva em 2019, visando conquistas de títulos. Para 2020, o projeto prevê diminuição das despesas operacionais, sem prejuízo técnico para o Departamento de Futebol. As mudanças do perfil do elenco, com a chegada de jogadores das categorias de base, somadas à diminuição da necessidade de recorrer ao mercado com a mesma intensidade dos anos anteriores trarão a natural diminuição dos custos.

Blog: Em relação a dívidas. Qual o valor devido à Crefisa pelo último balancete (outubro)? Qual o valor devido por pagamentos de compromissos com contratações? Por que o clube não tenta reduzir esses passivos?
Assessoria Palmeiras: Esses números estão sendo informados, analisados e aprovados pelo COF. Na publicação do balanço anual, eles estarão disponibilizados, dentro do contexto adequado.

Blog: Por que o Palmeiras parou de publicar os balancetes mensais como fazia até maio de 2019? A falta de transparência recente não afeta a imagem do clube no mercado?
Assessoria Palmeiras: O Palmeiras definiu não publicar mais os balancetes mensais, dado que não havia uma padronização sobre esse assunto no mercado. Porém, o clube continua a apresentá-los regularmente ao COF, com aprovação em todos os meses.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Blog do Rodrigo Mattos