Blog do Rodrigo Mattos

Por que o Grêmio esqueceu a briga e negocia Arthur para o Barça

rodrigomattos

Em dezembro de 2017, dirigentes do Grêmio declaravam que o volante Arthur não sairia para o Barcelona a não ser que fosse paga a multa integral de seu contrato, no total de € 50 milhões. Estavam indignados com uma foto sua com a camisa do clube espanhol. Um mês e meio depois, o clube deixou praticamente acertada a negociação do jogador com o time catalão.

Há vários fatores que levaram a essa mudança de postura. Aumento de valores, condições contratuais favoráveis e necessidade de o clube ter caixa para reduzir sua dívida com a maior transferência em sua história. ''Negócio é negócio. Não ia adiantar a gente ficar emburrado se as condições eram melhores. A gente mostrou indignação na época pelo que aconteceu'', explica o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr.

Para fechar o negócio, falta apenas acertar detalhes sobre prazo de pagamento e os bônus a que o Grêmio terá direito depois que Arthur se transferir. Veja o que mudou de 2017 para 2018.

Valor subiu

O Barcelona tinha uma ideia inicial de pagar um valor em torno de € 20 milhões por Arthur. O Grêmio não divulga o montante atual, mas esse supera € 30 milhões e pode chegar a € 40 milhões. O valor básico já está acertado, faltando apenas um acordo sobre os bônus que pode aumentar a negociação.

A foto de Arthur com a camisa barcelonista influenciou nesse crescimento, já que o time espanhol percebeu que teria de se esforçar para superar uma rusga. Houve ainda um pedido de desculpas ao Grêmio.

Permanência durante 2018

O Grêmio conseguiu que Arthur fique no clube até janeiro de 2019, garantindo mais uma temporada com o o seu volante. Essa concessão do Barcelona aumentou a boa vontade dos cartolas gremistas, pois outros interessados europeus não acenavam com essa possibilidade.

Vontade do jogador

Desde o início, Arthur se voltou para o Barcelona, tendo dado prioridade à negociação com o clube. Tanto que seus salários já estavam acertados com o time espanhol antes da negociação com o Grêmio. Ele e seus representantes conversavam com dirigentes barcelonistas desde o meio do ano passado. Com isso, o time espanhol ficou à frente da concorrência de outros grandes europeus.

Redução do custo da dívida do Grêmio

Arthur se tornará a maior negociação do Grêmio, superando Pedro Rocha que se transferiu no ano passado. O valor será usado primordialmente para reduzir encargos financeiros do clube gremista. Assim, o clube terá uma facilidade na gestão de seu dinheiro, liberando mais dinheiro para investir no futebol.

Desde o início da sua gestão, Romildo Bolzan Jr tem dado bastante atenção a transformar a gestão do Grêmio para garantir a manutenção do clube de forma saudável no futuro. Haverá, sim, uma parte do dinheiro de Arthur que será destinado a contratações. Mas será minoritária dentro do total.