Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Globo estuda mudar divisão para incluir cota para rebaixados no Brasileiro

rodrigomattos

24/09/2019 04h00

A Globo vai estudar para 2020 uma modificação na distribuição de cotas de televisão por posição para incluir os quatro times rebaixados no Brasileiro. Essa foi uma reivindicação feita pelo Avaí em reunião entre clubes e executivos da emissora. A questão é que a nova divisão só será válida se tiver a concordância dos clubes da Série A do Nacional do próximo ano.

Com o novo contrato de televisão do Brasileiro, a verba da competição foi dividida assim pelos 20 clubes com contrato com a Globo: 40% igual para todos, 30% por exibição na televisão e 30% por posição no campeonato. Foi decidido que essa fatia distribuída por colocação não ia reservar nada para os últimos quatro colocados, sendo a premiação só do 1o ao 16o lugares na tabela.

Leia mais

Durante reunião na sexta-feira entre a Globo e clubes, o representante do Avaí questionou o fato de os quatro últimos colocados não receberem essa cota, sendo que também participam da competição. Executivos da Globo concordaram com a ponderação e disseram que o contrato de fato poderia ter sido feito diferente com essa fatia para os quatro rebaixados.

Assim, para o próximo ano, a emissora vai estudar uma mudança na distribuição dessa parte por colocação na tabela. Seria impossível fazer para esta temporada de 2019 pois já passou o primeiro turno e os clubes aprovariam ou não a ideia de acordo com suas posições. E haveria uma injustiça de mudar as regras durante o campeonato.

Para o próximo ano, todos os clubes da Série A teriam de aceitar a cota para rebaixados porque a fórmula de divisão está prevista contratualmente. Além disso, o bolo total que é de R$ 330 milhões, terá de ser redistribuído o que significa que os clubes que ficarem mais acima na tabela terão de abrir mão de uma parte do que ganham. A depender de como será a fórmula, o campeão, vice, terceiro lugar, etc, perderão dinheiro.

Essa mudança na distribuição reduziria a diferença entre o time que mais ganha pelo Brasileiro ao final da temporada, e o que menos arrecada. Na atual temporada de 2019, o campeão do Brasileiro ganhará R$ 33 milhões se tiver todos os contratos com a Globo. Essa divisão já tinha diminuído a vantagem do vencedor da taça para outros times se comparada com anos anteriores.

É importante ressaltar que, se ocorrer, a mudança na distribuição do dinheiro por premiação não criar nenhuma nova salvaguarda para os times rebaixados. Os times que caírem só teriam direito a essa cota no ano da queda. No ano seguinte, teriam de optar por ficar com a cota do contrato da Série B (R$ 6 milhões mais despesas de viagem) ou sua fatia no pay-per-view, sem nenhum percentual sobre o contrato da Série A como prevê o novo modelo.

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Rodrigo Mattos