Topo
Blog do Rodrigo Mattos

Blog do Rodrigo Mattos

Categorias

Histórico

Flamengo de Jesus já supera arrancada de Palmeiras de Felipão em 2018

rodrigomattos

07/10/2019 04h00

Sob o comando de Jorge Jesus, o Flamengo atingiu o aproveitamento de 83,3% dos pontos conquistados no Brasileiro. O desempenho supera a arrancada do Palmeiras com Felipão com 81,8% dos pontos ganhos.

Jesus assumiu o time rubro-negro durante o período da Copa América – estava na 3a posição com 17 pontos após nove jogos. Sua estreia foi a avassaladora goleada sobre o Goiás (6 x 1). Desde então, o Flamengo somou 35 pontos em 42 possíveis na tabela. Foram 11 vitórias, dois empates e uma derrota.

No ano passado, Felipão pegou o Palmeiras na 6a posição do Brasileiro, com 26 pontos. No total, o time disputou 22 rodadas sob o seu comando e somou 54 pontos de um total de 66 em disputa.

Ressalte-se que os estilos das duas equipes para conseguirem tal regularidade de resultados foi bem diferente. Felipão apostava na sua defesa sólida tanto que sofreu uma média de 0,5 gol por jogo, assinalando 1,77 gol por partida. Enquanto isso, o Flamengo de Jesus é francamente ofensivo tendo marcado 2,35 gols por jogo, com 0,78 gol sofrido.

A comparação faz sentido porque são times que tiveram reações impressionantes após troca de técnico. Felipão foi o primeiro técnico campeão brasileiro tendo assumido durante o campeonato em nove anos. Jesus não ganhou o título nacional ainda, mas levou o Flamengo à liderança com cinco pontos de vantagem e pontuação recorde neste estágio da competição.

Analisando o histórico do campeonato, como bem lembrou o blog do PVC, houve apenas duas vezes em que um time que abriu cinco pontos ou mais na 23a rodada perdeu o título, em 2008 e 2009. Além disso, outros aspectos deixam o cenário mais favorável aos rubro-negros.

O desempenho do Flamengo em campo tem sido superior ao do Palmeiras. Diante da Chapecoense, não teve uma atuação no nível das anteriores até pelas ausências de Arrascaeta, Gabigol e Filipe Luís. Ainda assim massacrou o time catarinense nos 45 minutos iniciais com 15 finalizações. Foi o suficiente para ganhar com gol de Bruno Henrique em condição aparentemente legal determinada pelo VAR – poderia ter feito mais gols.

O Palmeiras, por sua vez, teve um primeiro tempo em que não soube superar a linha de cinco defensores armada pelo Atlético-MG que ainda teve um pênalti não marcado em seu favor em empurrão de Felipe Mello em Igor Rabelo. Com desvantagem no placar, reagiu na base do abafa e pelo menos empatou em belo lance de Dudu. Mas ficou claro que, diante de adversários mais qualificados, o time alviverde tem dificuldade de impor ideias ofensivas.

Considerando ainda a tabela do campeonato, os dois times têm o mesmo número de jogos em casa (8). Mas o Palmeiras ainda tem que enfrentar quatro dos seis primeiros colocados, enquanto o Flamengo tem três confrontos com rivais desta faixa da tabela.

 

Sobre o Autor

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de “O Estado de S. Paulo” em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Sobre o Blog

O objetivo desse blog é buscar informações exclusivas sobre clubes de futebol, Copa do Mundo e Olimpíada. Assim, pretende-se traçar um painel para além da história oficial de como é dirigido o esporte no Brasil e no mundo. Também se procurará trazer a esse espaço um olhar peculiar sobre personagens esportivas nacionais.

Mais Blog do Rodrigo Mattos