Blog do Rodrigo Mattos

Arquivo : Copa Intercontinental

Fifa inicia discussão de reforma do Mundial e volta de Intercontinental
Comentários Comente

rodrigomattos

A aprovação pelo Conselho da Fifa do reconhecimento da Copa Intercontinental como Mundial ocorre juntamente com o início da discussão da reforma do Mundial de Clubes. A Conmebol tem um projeto de retorno da disputa entre campeões sul-americanos e europeus que ganha força, embora seja previsto uma resistência de outros continentes. A Fifa iniciou um processo formal para debater as duas competições, e o Mundial pode substituir a Copa das Confederações.

Desde que assumiu, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, tem mostrado não estar satisfeito com a atual disputa de clubes. Entende que é pouca atrativa e rentável para a entidade.

Após a reunião, a Fifa informou que iniciou período de consulta sobre os formatos de torneios, inclusive o de clubes. Serão apresentados várias fórmulas em encontros da entidade. A intenção é aprovar formatos finais na próxima reunião do Conselho da Fifa em março de 2018, em Bogotá.

Infantino reconheceu, em coletiva, que é hora de discutir o modelo do Mundial e “diferentes modelos.” Mas ressaltou que tem que se pensar nos campeonatos continentais em todo o mundo, não só na Europa e na América do Sul.

“Temos competições continentais fortes. E tem outras competições que querem ficar fortes. Enquanto o tempo evoluiu, outros clubes querem participar (fora Europa e América do Sul). Se podemos começar com algo novo, e que possa ajudar todas as confederações, temos que pensar em todos os clubes do mundo”, afirmou Infantino. Uma possibilidade levantada por ele é usar o período da Copa das Confederações, que vai acabar, para realizar o Mundial de Clubes.

Há contratos com o atual formato do Mundial de Clubes até 2018, isto é, até lá a competição continua. Para depois disso, estão sendo estudadas alternativas. Uma delas é justamente a volta da Intercontinental. É possível também uma reformulação do Mundial.

A Conmebol iniciou uma negociação com a UEFA no sentido de retomar a disputa entre os campeões da Libertadores e da Liga dos Campeões. A entidade europeia é simpática a ideia. Resta procurar patrocinadores e convencer as outras confederações continentais. O assunto ainda não foi tratado na reunião desta sexta na Fifa.

A reunião do Conselho que aprovou o reconhecimento à Intercontinental foi uma demonstração de que pode haver resistência à ideia. Dirigentes africanos se mostraram contrariados porque clubes do país não participavam da disputa, mas acabaram aceitando. Quando a volta da competição entrar na pauta da Fifa, há boas possibilidades de reação parecida de continentes que ficaram de fora.


Conmebol busca apoio da Uefa por aval da Fifa a Mundiais de Santos e Fla
Comentários Comente

rodrigomattos

A Conmebol busca um apoio da UEFA para conseguir a chancela da Fifa como Mundiais dos títulos intercontinentais disputados entre europeus e sul-americanos. Como revelou o blog do Marcel Rizzo, o Conselho da Fifa, que se reunirá na Índia, tratará da questão em reunião no dia 27 de outubro após um pleito da confederação sul-americana.

Entre os clubes brasileiros que serão beneficiados, estão o Santos (1962/1963), Flamengo (1981), Grêmio (1983) e São Paulo (1992/1993). Todos venceram seus títulos em confrontos entre sul-americanos e europeus na competição intercontinental organizada pela Conmebol e pela Uefa. Portanto, já têm a chancela dessas duas.

Exatamente por isso que a Conmebol decidiu por pedir o apoio da federação europeia em sua demanda. Até porque há uma negociação entre as duas partes para a retomada da Copa Intercontinental, que pode substituir o Mundial da Fifa no formato atual. Essa conversa, no entanto, ainda depende de uma decisão da Fifa sobre o assunto.

A cúpula da Conmebol decidiu pedir pelo reconhecimento da Fifa à Intercontinental porque esta é uma demanda das associações nacionais do continente. Essas foram ouvidas pela confederação sul-americana.

O próprio presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, é ligado ao Olimpia, time paraguaio que ganhou a Intercontinental em 1979. Mas há a consciência de que a medida atenderia vários times do continente, da Argentina, Brasil, etc.

É provável que a confederação sul-americana faça uma apresentação do tema no Conselho da Fifa para justificar sua demanda. Mas, como de hábito na Fifa, não é certo que seja tomada uma decisão já nesta reunião.

PS: Na opinião deste blog, a iniciativa da Conmebol é até válida, mas uma decisão da Fifa não muda a importância do torneio, seja ela favorável ou não à demanda. A Copa Intercontinental era o Mundial de Clubes da época e definia o melhor time do mundo tanto quanto o posterior Mundial da Fifa. Afinal, a Intercontinental reunia os times vencedores das duas principais competições de clubes e tinha a chancela das duas confederações continentais que de fato possuíam equipes competitivas.


Retorno de Copa Intercontinental avança, e Mundial da Fifa vive incerteza
Comentários Comente

rodrigomattos

A Conmebol e a UEFA avançam na discussão da volta da Copa Intercontinetal, conhecida como Mundial interclubes. Ao mesmo tempo, o Mundial de clubes da Fifa está em questionamento e a tendência é que ou mude bastante seu formato ou acabe. Isso vai se definir nos próximos dois anos.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, entende que o modelo atual para o Mundial de clubes não é bem-sucedido. Sua intenção é fazer uma modificação. Mas há contrato até 2018 para a realização da competição nos Emirados Árabes. Depois, é um incógnita.

Em paralelo, a Conmebol e a Uefa avançam na discussão da volta da Copa Intercontinental em jogo entre os campeões dos dois continentes. Seria o mesmo formato da competição disputada por 43 edições que terminou em 2004.

É importante lembrar que o Intercontinental sempre foi organizado pela UEFA e pela Conmebol, sem participação da Fifa o que já gerou disputas políticas. Foi de fato o Mundial de clubes por mais de quatro décadas até as duas entidades fazerem um acordo para substitui-lo pelo Mundial da Fifa.

As duas competições só foram disputadas simultâneas em 2000. Por isso, há uma discussão se a volta da Intercontinental implicará no final do Mundial de Clubes. Não é certo qual será o formato final, mas é certeza de que o destino de uma competição está atrelado ao outro. E o futuro será definido nos próximos dois anos.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>